CSP-MG debate o futuro da previdência

Publicado em 25 de maio de 2017

Foto 1
“Momento da previdência: como programar seu futuro”. Esse foi o tema do evento que o CSP-MG e o Conselho de Seguros da Associação Comercial e Empresarial de Minas (ACMinas) realizaram no dia 24 de maio, em Belo Horizonte.
Na abertura do evento, o presidente do Conselho, Omar Otaviano Dantas Meira, destacou que a conjuntura é propícia à discussão, já que tramitam no Congresso Nacional propostas que alteram as regras da previdência. “As mudanças sugeridas também são importantes para que a previdência complementar seja inserida como uma necessidade na vida dos brasileiros”.
Para discutir o assunto com uma plateia de corretores e seguradores, foram convidados como palestrantes o economista Sergio Prates Nogueira Filho, diretor regional da Icatu Seguros em Minas Gerais, e o administrador e corretor de seguros João Paulo Moreira de Mello, que preside o CSP-MG.
“A previdência brasileira é um dos melhores sistemas de proteção social e distribuição de renda do mundo tanto pela sua abrangência quanto pelos benefícios oferecidos. Mas do jeito que está, o regime não se sustenta a longo prazo”, salienta Mello, que defende a necessidade de reformas no regime público de previdência.Foto 2
O presidente do CSP-MG lembra que o país vive o chamado “bônus demográfico”, fenômeno que ocorre quando há mais pessoas economicamente ativas do que aposentadas ou aquelas que ainda não ingressaram no mercado de trabalho. Mas esse fato, ressalta o dirigente, não dura para sempre.“O país está envelhecendo. As taxas de fecundidade registram declínio nos últimos anos. O resultado é que teremos menos pessoas contribuindo para manter as aposentadorias. A conta não vai fechar”, alerta.
De acordo com o economista Sergio Prates, “tudo leva a crer que caminhamos para um cenário em que a previdência só conseguirá garantir a proteção mínima ao cidadão, já que o benefício médio do INSS só vem caindo ao longo dos anos”. O executivo ressalta que as pessoas precisam se planejar e buscar alternativas para complementar sua renda no futuro. “Assim como cuidamos da nossa saúde física, precisamos estar atentos à saúde financeira, criando hábitos de poupar e investir em produtos que garantam um futuro mais tranquilo”, afirma.
Ele cita como exemplo os planos de previdência complementar, que estão atraindo cada vez mais a atenção dos consumidores. Dados da FenaPrevi, apresentados pelo diretor da Icatu, apontam crescimento de 34% do mercado de previdência privada em Minas Gerais, entre janeiro e março de 2017, em comparação com igual período do ano passado.
Para o presidente do CSP-MG, João Paulo Moreira Mello, fica aí um alerta para os corretores de seguros. “A previdência está na ordem do dia. É hora de nos posicionarmos para aproveitar a onda de crescimento do setor. Se não preenchermos essa lacuna, alguém o fará por nós. Hoje não faltam oportunidades de capacitação. As seguradoras e as instituições de mercado estão prontas para auxiliar os corretores que queiram ingressar no segmento ou ampliar sua área de atuação”.
A conclusão é que o mercado deve oferecer produtos compatíveis com as necessidades dos consumidores ao passo que os corretores de seguros precisam estar capacitados para entender essas demandas e apresentar as soluções adequadas aos seus clientes.
Em tempo: o evento contou com a presença de cerca de 80 participantes, incluindo representantes do Sincor-MG, Sindseg MG/GO/MT/DF, Escola Nacional de Seguros, Clubcor-MG e Aconseg-MG.
Por: Déborah Gurgel – Assessora de Imprensa
Foto 4
Foto 3
 

Receba as novidades do CSP MG por e-mail